fundo parallax

Wonder Woman: o poder da mulher!

30/05/2017

O tempo passou e ela não mudou nada. Continua linda, jovem e a cada dia mais poderosa. Ganhou até um filme solo. Para dizer a verdade, o filme mais esperado do ano. A data de estreia ficou para dia 1 de junho de 2017, pois é, já está chegando. Então pra entrar no clima falaremos um pouco da Princesa Diana aqui, o que acham?

Princesa Diana é o nome verdadeiro dela, e desde pequena foi treinada para ser uma guerreira imbatível, e é reconhecida como a princesa das Amazonas. Não, não estou falando do Estado de Amazonas, mas sim das mulheres poderosas que moram em uma ilha paradisíaca e mitológica onde não havia homens.

Mas não se engane, nem sempre a Mulher Maravilha foi forte como aparenta ser. Supostamente ela foi criada a partir de uma estátua de uma menina esculpida por Hipólita (rainha das amazonas). Tal rainha ficou tão apaixonada pela sua escultura que decidiu pedir aos deuses que dessem vida a sua criação, e sim, eles atenderam ao pedido. Claro que há controversas, pois em algumas publicações recentes, revelaram que a Mulher Maravilha é filha biológica de Hipólita com Zeus, mas isso a tornaria irmã do Hércules? Não sei, deixo aqui pra vocês refletirem.

Mas, se ela era Princesa das Amazonas, o que a levou a sair daquela ilha paradisíaca e ir para a América? Claro que não foi o sonho americano, isso só existe em filmes (calma, não estamos falando de um filme?).

Na verdade, o que a levou a deixar o paraíso, foi um homem, mais precisamente Steve Trevor, um piloto da Força Armada Americana que havia colidido seu avião nos arredores da ilha. Em resumo, a rainha Hipólita criou alguns desafios, e aquela que ficasse em primeiro lugar levaria o piloto de volta para sua terra.

Princesa Diana, foi proibida de participar, mas não se conteve e se disfarçou para competir. E não é que ela ganhou. A mulher Maravilha adotou o nome de Diana Prince e era enfermeira da Força Aérea americana. E para aqueles que estão se perguntando, por que ela arriscaria sair do paraíso e ir para uma terra de guerras a resposta é simples, ela se apaixonou por Steve (não o Steve Rogers, mas pelo Steve Trevor kkk).

Nas terras americanas Diana Prince se tornou uma super-heroína graças aos seus poderes, e também musa das “Garotas Hollyday”, que eram fãs da Mulher Maravilha. E é o que provavelmente veremos no filme.

Mas saindo um pouco da história da nossa super-heroína predileta e passando para onde surgiu a idéia de criar tal personagem, temos uma história ainda mais intrigante.

Seu criador foi William Moulton Marston, no ano de 1941, que também criou o Polígrafo, ou como é conhecido, o detector de mentiras (imagino que seja daí que veio o laço da verdade). Com a ajuda de sua esposa Elizabeth, Marston idealizou a Mulher Maravilha, mas é ai que entra a parte irônica. Para criar as características da Diana Prince, Marston se inspirou em outra mulher, da qual vivia certo romance (e que tudo indica que sua esposa tinha conhecimento).

Hoje a Mulher Maravilha é um ícone do feminismo, trazendo consigo todo o poder, delicadeza, sensualidade e independência que a mulher carrega em seu poderio.

Em relação ao filme, creio que é o filme mais esperado do ano, por ser realmente um símbolo de força feminino, e com certeza Gal Gadot (atriz que representará a Diana Prince nos cinemas) é um símbolo deste poder.

E você? Também está ansioso pelo filme? Deixe ai nos comentários a sua expectativa do que será o filme, e caso esteja lendo este post depois de ter visto o filme, comente sobre o que achou!

 

Otávio Augusto
Otávio Augusto
Estudante. Amante dos heróis (sem essa de escolher entre Marvel e Dc, ambas são respeitáveis), games, música boa e amigos.
  • G. foli

    Êta filmão que vai dar oq falar!